Mais Do Que Simplesmente Um Homem

Eudo T de Almeida

Faleceu na última segunda-feira, 20 de Julho de 2009, em sua residência em Fall River, rodeado pela sua familia, depois de uma longa luta contra o cancro, o Fidalgo, Autor,  Doutor e Reverendo Eudo Tavares de Almeida. Pastor Tavares de Almeida, como era conhecido, era membro da International Church of the Nazarene e dava assistência aos membros de expressão portuguesa. A celebração da vida e do  legado do Ministro realizar-se-á neste sábado, 25 de Julho de 2009, às dez horas e meia, na International Church of the Nazarene, na 278 Pleasant Street, New Bedford, Massachusetts.
QUE HOMEM É ESSE?

Por Milú Leite – 20 de janeiro de 2009

Eudo Tavares de Almeida, homem de 84 anos, nascido em Sao Vicente, Cabo Verde, ex-colónia Portuguesa, no ano de 1924. Cresceu em Boa Vista, menino futebolista à beira-mar. Aos doze anos mudou-se para S.Vicente.
Um plano, Deus tinha para esse menino. Ali continuaria os estudos. Dando asas
a sua paixãopelo futebol.
Dedicando-se cada vez, mais intensamente, ao futebol, com treinos, corridas
de preparação, entrou para a equipa do Amarante, levando-a a ganhar o
campeonato em 1949 e quase em 1950, só por um empate.
O plano de Deus entrara em acção! Ao entrar pela primeira vez numa pequena igreja evangélica, … Com a conversão brotou o desejo de ser “Pastor”, pregador da mesma Palavra de Deus.

Tremenda oportunidade! Teste para jogar no Benfica!?… Clube Portuguesa de Venezuela, convite para jogar na Guiné Portuguesa, etc.,  etc. Tudo isto lutava no espírito desse jovem. Selecção de Portugal e o servir a Deus. Mas iria ter uma trajectória divina, porque a glória reservada para a sua vida, estava em outra carreira, a de ministro do Evangelho.
A entrada no Seminário exigia. Muitas foram as montanhas de lutas e dificuldades enfrentadas.  Se não tivesse um “Chamado” teria voltado atrás, porque não era tão fácil como o é agora.
Vou para a minha terra Natal! Começar o meu primeiro ministério, depois de formado e ao lado do meu “Presente de Deus”(nome que dava a sua esposa), e mais dois filhos, nascidos no Seminário”.
A este homem, que consagrou as suas pernas e ofereceu-as para servir o Mestre,… De acordeão nas costas, por vezes lanterna de petróleo numa mão, a Bíblia na outra, percorreu as povoações de Boavista, sofrendo ameaças e perseguições. Mas sinais e maravilhas continuavam.
Rumando da ilha das dunas, ilha de planícies e de areia branca, chega a S.Antão – Porto Novo, em 1960. Que privilégio meu! Aqui, não ouvi ou li, mas presenciei in loco, com os meus sentidos nos períodos mais sérios e críticos da vida humana, adolescência/ juventude. Homem que visitava casas e os bairros, distribuindo folhetos e pregando o Evangelho, sempre com a esposa ao lado.
Em 1963, transferido para a ilha do Fogo. Não houve povoação, aldeia ou lugar que ele não tenha chegado e aberto trabalho fixo, em alguns. Envolveu-se com o povo, conviveu com eles e deu-lhes a Palavra que liberta. Construiu o belo templo, em 10 meses, na avenida principal da cidade. Foi como Pedro, conhecido com o “pescador de almas”, como George Muller, o homem de oração.
Sem saborear o produto do seu trabalho, a construção do Templo, transferência para S.Antão, Ribeira Grande. Era necessário um Pastor do seu calibre (visto por Deus), nessa hora de crise.

A um curto tempo em Ribeira Grande, sem nunca pensar em sair de Cabo-Verde, com 13 filhos, tiveram de deixar Cabo Verde, rumo ao Brasil. Como Abraão ouviu a voz de Deus,”sai desta terra, para onde eu vou indicar-te”.
Longe, mui longe, parte o casal e os filhos, escalando Portugal, O que não enfrentaram no Inverno, em Lisboa, com os filhos, não poucos. Qual Paulo na sua carreira de apóstolo/evangelista, sofrendo açoites, maus-tratos, naufrágio, Eudo prosseguia para o alvo.
Mês de Dezembro-dia 16…17, termino da expiração do passaporte do filho mais velho. …”Senhor, é o dia do embarque! Que vais fazer por nós?”
Eis que o inimigo, se intromete… No aeroporto, num frio de rachar, Eudo conta: “Dois policiais pegaram o passaporte do meu filho o que havia a data já expirando. Olharam demoradamente e falaram em voz baixa. Eu também falava em voz baixa com Deus. Carimbaram os nossos passaportes e em minutos, estávamos na sala de embarque. Graças a Deus! Já me sinto no Brasil.”
Impressionante! Nesta terra, “onde tudo o que se planta dá”,  o que não enfrentou esse homem, …! Eudo é um desafio para os cabo-verdianos e creio que essa geração de jovens, certamente não o conhece, por ter saído de Cabo Verde em 1970. Vinte anos de ministério no Brasil. Serviço com honestidade, humildade e sinceridade ao Senhor; Pastor em S.Paulo, (Indianópolis) e Santo André.
Dura luta que não terminou no Brasil! Aos 65 anos, idade de aposentação de qualquer cidadão, Estados Unidos chama o Eudo. Em Fall River, sem alicerçar o trabalho, muro de novo para tapar, Eudo está em Holanda. Três vezes esteve em Holanda em serviço do Mestre.
Almeida, apelido que o conferia o nome ás vezes, está com 84 anos, actualmente, em Fall River, onde, como Paulo, pode dizer para a família, Cabo Verde, Brasil, América, Portugal, Holanda: “… o tempo da minha partida está próximo. Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei fé. Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo Juiz, me dará naquele Dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amarem a sua vida.”

Obrigado Senhor, por esta pequena homenagem a um homem, que entrou nas fileiras da Galeria dos Heróis da Fé, bem jovem, quando ouviu o “Chamado” do Mestre e respondeu prontamente. “Aqui estou, envia-me a mim”; homem que irrompeu o século e deixou rastos de uma vida, que marcou homens e mulheres… e continuará marcando a geração vindoura até que Jesus volte. Ele foi também um escritor devocional e assíduo para a revista “Arauto de Santidade”por mais de 25 anos. Eudo Tavares Almeida, jamais morrerá na boca e vida dos que o conheceram. A distância entre nós é grande, S.Vicente/Fall River (América). Deus sabe, como gostaria de estar aí, entregando-lhe pessoalmente, de joelhos, este pequeno e humilde memorial, rendendo-lhe uma homenagem de gratidão, em representação do rebanho, (meus contemporâneos) pelo que foi e continua sendo para nós.  Obrigada. Milú Leite – (Texto completo na A Semana online  http://www.asemana.publ.cv/spip.php?article38598)

4 Respostas

  1. Parabens Manny, por se posicionar e segurar a bandeira em defesa da fé. O artigo está claro.

  2. Sem dúvida um homem de Deus…alguém que poderia dizer, como Paulo, o apóstolo: “sede meus imitadores, assim como eu sou de Cristo!”
    Se todas as igrejas pudessem contar com ‘Eudos’, como seria diferente a realidade da igreja cristã atualmente.

  3. Concordo sem dúvidas. Só achei o comentário do Jahiz Cosmas um pouco orgulhoso.

    • Neide,
      Provavelmente você não entendeu meu comentário…
      Não estou a falar de mim, porém do Rev. Eudo Tavares de Almeida, a quem tive o privilégio de conhecer e, por 9 anos, ser pastoreado por ele, não somente eu, como toda minha família.
      Portanto se você pensou que o meu comentário se referia a mim, creio que fica aqui explicação, entretanto, se mesmo assim, você considera meu comentário orgulhoso, imagino o que pensas a respeito dos textos paulinos, quando diz aos coríntios, que fossem seus imitadores – exemplo de vida semelhante ao que verifico na vida do Rev. Eudo, isto é, um imitador de Cristo, portanto com credenciais suficientes, para solicitar às ovelhas que lhe foram confiadas pelo Senhor, a que seguissem seus ensinamentos. Que a paz e a graça vos sejam suficientes e os sofismas vos sejam clarificados para que não enveredes por sendas tortuosas! Em Cristo, Jahiz.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: